Aproveite o melhor do Portal Cris Menegon! Mantenha seu Navegador sempre atualizado. Baixe o Internet Explorer 9
  • papodemulherbannernovo

Encontre no portal
Publicado por Cris Menegon Ter, 28 de Março de 2017 10:53

Na tarde desta segunda-feira (27), a presidente da Câmara de Vereadores de Lages, Aida Hoffer (PSD), recebeu a visita do reitor da Unifacvest, Giovani Broering, que esteve acompanhado dos professores Renato Rodrigues e Ceniro Ferreira de Sousa. Eles solicitaram o apoio dos vereadores na implanta [...]

Na tarde desta segunda-feira (27), a presidente da Câmara de Vereadores de Lages, Aida Hoffer (PSD), recebeu a visita do reitor da Unifacvest, Giovani Broering, que esteve acompanhado dos professores Renato Rodrigues e Ceniro Ferreira de Sousa. Eles solicitaram o apoio dos vereadores na implantação do curso de Medicina na instituição e entregaram à presidência o relatório da avaliação feita pelo Ministério da Educação (MEC), que aponta a Unifacvest como uma das melhores de Santa Catarina, com pontuações que classificam vários de seus cursos entre os melhores do estado e do país.


No encontro, o reitor disse estarem avançadas as tratativas para a instalação da Medicina na instituição, mas ressalta que é fundamental a participação de todos em Lages para que o projeto se concretize. Dá-se aí a busca pelo apoio do Legislativo para que possa unir forças com a Prefeitura e demais representantes políticos de Lages para oferecer mais uma alternativa de ensino superior na cidade.


Aida Hoffer se dispôs a reunir os 16 vereadores para elaborar um documento pedindo o apoio do Executivo e, caso precise, para organizar uma comitiva até Brasília a fim de demonstrar o interesse e a necessidade do município pela formação de mais profissionais nessa área. "Nós precisamos de mais médicos e vamos lutar para que a cidade não perca essa oportunidade", disse a presidente.

 
Publicado por Cris Menegon Seg, 27 de Março de 2017 06:49

Enquanto o mercado da carne brasileira estremece a partir de operações da Polícia Federal, há quem chame atenção também da necessidade de fiscalização sobre a carne de peixe que tem chegado à mesa dos consumidores.

 

A Serra Catarinense, por exemplo, é forte produt [...]

Enquanto o mercado da carne brasileira estremece a partir de operações da Polícia Federal, há quem chame atenção também da necessidade de fiscalização sobre a carne de peixe que tem chegado à mesa dos consumidores.

 

A Serra Catarinense, por exemplo, é forte produtora de inúmeras espécies, e muitas delas fazem parte do cardápio em restaurantes ou vendidas a pequenos comércios, já abatidas, sem que se saiba a procedência ou em que condições acontecem os abates. O peixe vendido vivo é diferente. "O dever da fiscalização recai à Vigilância Sanitária, que por sua vez, não tem comprido com seu papel nesse sentido". A afirmação vem da Associação Catarinense de Truticultores (Acatruta).

 

O ponto a ser observado é o da preocupação em todo o Estado, especialmente com a qualidade do peixe abatido. Nesse caso, na maioria das vezes, é vendido de forma clandestina, e acaba também sendo uma concorrência desleal com os supermercados estabelecidos.

 

A ponderação da entidade é para que a fiscalização deva ocorrer regularmente, a fim de evitar que haja qualquer complicação na hora do consumo. O que se constata, é de que parte da venda da carne de peixe em SC é feita sem controle e ocorre como se fosse uma situação normal, pois, não há nenhuma inspeção sobre a higiene dos locais de abate. "O problema é que a desatenção quando a isso, coloca diretamente em risco a saúde dos consumidores. E, se isto acontecer acaba influenciando negativamente todo um sistema produtivo certificado", ressaltam os produtores legalizados e que fornecem para a indústria.

 
Publicado por Cris Menegon Sáb, 25 de Março de 2017 10:02

O deputado federal Celso Maldaner (PMDB-SC) apresentou 44 emendas ao projeto de reforma trabalhista, todas, segundo ele, para dar mais segurança jurídica às relações de trabalho.

 

Entre os temas das emendas de Maldaner, estão a ampliação do trabalho temporário, para [...]

O deputado federal Celso Maldaner (PMDB-SC) apresentou 44 emendas ao projeto de reforma trabalhista, todas, segundo ele, para dar mais segurança jurídica às relações de trabalho.

 

Entre os temas das emendas de Maldaner, estão a ampliação do trabalho temporário, para qualquer atividade; a ampliação da validade dos acordos coletivos para quatro anos e o fim dos limites a determinados temas para a prevalência dos acordos coletivos sobre a lei; e a ampliação da possibilidade de contratação em regime de tempo parcial.

 

"Eu estou particularmente muito preocupado porque temos 13 milhões de desempregados, nós temos 10 milhões de subempregos, e nós temos praticamente 20 milhões que não procuram mais emprego, estão se virando da maneira que dá, por quê? Porque a legislação trabalhista hoje pune em vez de incentivar a contratação de colaboradores", disse Maldaner.

 

"Mesmo o pequeno e o microempreendedor têm medo de contratar, por isso temos que modernizar a legislação trabalhista. Não tem parâmetro no mundo do que acontece no Brasil com mais de 4 milhões de ações trabalhistas na Justiça do Trabalho, só na esfera federal", acrescenta o parlamentar.

 

A proposta de reforma trabalhista (PL 6787/16) recebeu 840 emendas dos deputados, e o relator da proposta, deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), promete apresentar seu parecer antes do feriado da Páscoa, nos dias 12 ou 13 de abril. Ele avalia que a votação da matéria na comissão especial será no início de maio.

 

Rogério Marinho se disse surpreso com o grande número de emendas, mas disse que continuará ouvindo a sociedade civil nas próximas audiências públicas e colhendo sugestões.

 

Debate em Santa Catarina

 

Está marcado para o dia 10 de abril às 14hs no plenário da Assembleia Legislativa de Santa Catarina uma audiência pública proposta por requerimento pelo deputado federal Celso Maldaner (PMDB/SC) junto a Comissão Especial e aprovado por unanimidade, para debater o projeto. Participarão além do presidente da Comissão, o deputado Daniel Vilela (PMDB/GO), o relator deputado Rogério Marinho (PSDB/RN) dirigentes das entidades representativas do empresariado, da indústria, do comercio, serviços, turismo e dos trabalhadores de Santa Catarina, além de lideranças políticas, setoriais e sindicais.

Com informações Agência Câmara

Raquely Benedet Cella

 
Publicado por Cris Menegon Sáb, 25 de Março de 2017 09:59

Representantes técnicos e de projetos das Secretarias Municipais de Serviço Público e Meio Ambiente e Educação participaram na manhã desta sexta-feira (24), no departamento de Engenharia Ambiental e Sanitária da Universidade do Estado de Santa Catarina (Centro de Ciências Agroveterinária [...]

Representantes técnicos e de projetos das Secretarias Municipais de Serviço Público e Meio Ambiente e Educação participaram na manhã desta sexta-feira (24), no departamento de Engenharia Ambiental e Sanitária da Universidade do Estado de Santa Catarina (Centro de Ciências Agroveterinárias - CAV/Udesc), da oficina de captação da água da chuva. A palestra foi ministrada pelo professor Dr. Everton Skoronski em parceria com a Secretaria de Serviços Públicos e Meio Ambiente.

 

No encontro foram repassadas informações sobre a importância da água para o dia-a-dia e pela função vital dessa substância no organismo. A água também tem seu papel essencial nas atividades industriais e agrícolas. Com o grande consumo diário de água potável há a necessidade de utilização da água da chuva, estabelecendo assim, um consumo sustentável e consciente da água.

 

Segundo a empresa de concessão dos serviços públicos de saneamento básico do estado de São Paulo (SABESP) para produzir 1 kg de manteiga são necessários 18.000 litros de água, já para o queijo 5.280 litros e para 1kg de carne de boi são gastos 17.100 litros em todo o processo. "A água da chuva pode ser utilizada nas residências para lavar calçadas e carro, irrigar o jardim, e também para sanitários e máquina de lavar roupa", comentou a bióloga da Secretaria Municipal de Serviços Públicos e Meio Ambiente, Michelle Pelozato.

 

Hoje grandes estruturas estão aproveitando a água da chuva, como granjas, redes de supermercados, hotéis e também os estádios e arenas de futebol, construídos ou reformados, para a Copa do Mundo, realizada no ano de 2014 no Brasil. "Todo cidadão é convidado, juntamente com o Poder Público, a fazer a sua parte em relação ao consumo consciente e sustentável da Água", salientou Michelle.

 

Equipamentos para a reutilização da água da chuva

 

Na oficina o professor Dr. Everton Skoronski apresentou também o sistema alemão de captação da água da chuva, como uma das alternativas de reutilização da água, evitando o desperdício. Muito comum na Alemanha, o sistema pode ser implantado nas residências a um custo baixo, comparando com o tamanho da economia na conta da água.

 

Estes equipamentos podem ser comprados, de forma pronta e completa, em lojas especializadas, ou improvisadas com o uso da criatividade, utilizando canos, galões e uma caixa d'água.

 
Publicado por Cris Menegon Sáb, 25 de Março de 2017 09:53

A economia catarinense deve ser altamente beneficiada pela medida que prevê a terceirização da atividade-fim na contratação de profissionais, segundo previsão da Federação das CDLs de Santa Catarina (FCDL/SC). A entidade avalia que a medida influenciará diretamente na ampliação de cont [...]

A economia catarinense deve ser altamente beneficiada pela medida que prevê a terceirização da atividade-fim na contratação de profissionais, segundo previsão da Federação das CDLs de Santa Catarina (FCDL/SC). A entidade avalia que a medida influenciará diretamente na ampliação de contratações, sobretudo para as empresas de menor porte, que até então só poderiam se valer desse instrumento para outras funções que não estivessem atreladas ao objetivo do empreendimento. A aprovação do projeto PL 4302 - batizado de Lei das Terceirizações - pela maioria dos deputados federais, ocorreu nesta semana.

 

Para o empresário Ivan Tauffer, presidente da FCDL/SC, a característica da economia catarinense é ser formada majoritariamente por pequenos negócios, que possuem margens justas para formarem quadro de colaboradores e arcarem com a tributação decorrente destas contratações. Ele considera que "principalmente os micro e pequenos empreendedores serão beneficiados, pois poderão ampliar a estrutura de seus negócios ao utilizar o instrumento proposto pela lei das terceirizações".

 

De acordo com o Departamento Intersindical de Estudos Sócioeconômicos (Dieese), há 13 milhões de terceirizados no país, número que deve ser ampliado a partir desta proposta. O texto ainda será apreciado pelo Senado e só depois seguirá para sanção presidencial.

 

Palavra.com

 
Publicado por Cris Menegon Sáb, 25 de Março de 2017 09:27

Tive o privilégio que acompanhar o Governador de Santa Catarina em uma maratona de eventos na região da serra catarinense, confesso que fiquei exausta com a maratona, realmente tiro o chapéu para o entusiasmo do Governador em cada evento, enquanto eu tentava pegar fôlego, ele sorria e cumprim [...]

Tive o privilégio que acompanhar o Governador de Santa Catarina em uma maratona de eventos na região da serra catarinense, confesso que fiquei exausta com a maratona, realmente tiro o chapéu para o entusiasmo do Governador em cada evento, enquanto eu tentava pegar fôlego, ele sorria e cumprimentava todo mundo.


Pela manhã ele participou da abertura da 13ª Festa Nacional das Hortaliças – FENAHORT, em Urubici.

aeb6cd0e-1b92-4181-ae9c-24e3a11f109f


Por volta das 16h o Governador inaugurou reconstrução da SC-114, trecho São Joaquim e Painel, Com investimento de mais de R$ 90 milhões do Governo do Estado, através do Pacto por Santa Catarina, a Rodovia foi reconstruída numa extensão de 55,1 Km. Além da restauração, a obra incluiu restauração dos acostamentos, alteração de traçado em curvas acentuadas, cinco interseções de acesso, implantação de 14,6 km de faixas adicionais, construção de contenção nos deslizamentos, implantação de 26 abrigos de ônibus e sinalização horizontal e vertical. Na área urbana, foram construídos mais de oito quilômetros de calçadas, nove passagens elevadas de pedestre, além das sinalizações.

da253142-323d-4d04-9a71-138b6976c1f5

 


Depois nos encaminhamos para a abertura da colheita da maçã, variedade Fuji, no Pomar da Agro Comercial Zandonadi em São Joaquim, onde Governador deu início a colheita da maça, e depois fomos recepcionados com um belo churrasco de frescal.

b2fd23ec-69fe-493e-8da6-c11e60b18946


Na sequência foi a vez da 4ª Vindima de Altitude, no Clube Astréa, também em São Joaquim, onde o governador brindou com os proprietários das vinícolas e experimentou alguns vinhos, e comentou que em sua última viagem ao Japão o vinho que estava sendo servido no almoço do outro lado do mundo era da Serra Catarinense, o que lhe encheu de orgulho.

dcf90517-56f8-4e96-9c08-05db972b47ae


E para finalizar o dia, mas não menos importante, o governador seguiu para o município de Painel, onde inaugurou o Ginásio de Esportes Antônio Gabriel da Silva, e cobrou o primeiro pênalti do ginásio, com um belo jogo das nossas Leoas da Serra contra as meninas do time de Chapecó.

4205879c-450a-4467-af1b-ff8ad4283b46


Ufa!!! Consegui participar e permanecer inteira, ao sair do último evento ainda dei uma "espiadela" para o Governador que seguia sorrindo e cumprimentando todos, isso quase 10 horas de maratona pela serra catarinense.

 

 

17457952 1874934172783934 1919943501940297167 n9a791ba0-a304-4810-89d9-f9555d7a63a773ea868d-e41c-4f73-aa34-899cd7433b3084a7dc4c-3f9d-4e93-be66-9e47cf19598117362729 1874922779451740 1927513984200786073 n17457952 1874934172783934 1919943501940297167 nf274f3f6-ded7-425e-a846-4e97bcff1e1cd396e5a5-3457-4a9c-a67a-fc1ca9e1204e


Atualizado em Sáb, 25 de Março de 2017 09:45
 
Publicado por Cris Menegon Sáb, 25 de Março de 2017 08:39

Uma ideia para se copair em Lages, pois a falta de moedas é algo preocupante. Em Florianópolis a falta delas tem dificultado a vida de comerciantes e do consumidor. Para ajudar a resolver esta situação o Consórcio Fênix instalou na entrada da plataforma B do TICEN, no Centro, um equipamento [...]

Uma ideia para se copair em Lages, pois a falta de moedas é algo preocupante. Em Florianópolis a falta delas tem dificultado a vida de comerciantes e do consumidor. Para ajudar a resolver esta situação o Consórcio Fênix instalou na entrada da plataforma B do TICEN, no Centro, um equipamento que recolhe os valores e emite um cupom, que pode ser utilizado para compra de créditos, pagamento da passagem das linhas municipais de Florianópolis ou ainda trocar por dinheiro. Em poucos dias, a iniciativa, a primeira implantada em um terminal de ônibus em todo o país, já arrecadou mais de 3.500 moedas.

 

Operar o CataMoeda é muito fácil: a pessoa coloca as moedas na bandeja, o equipamento pesa em tempo real e emite o comprovante do valor depositado. Em todo o país já são 314 máquinas – que receberam mais de 100 milhões de moedas – em 23 estados, além do Distrito Federal. Desenvolvido por uma startup de Florianópolis, foi criado para solucionar o problema da falta de troco de maneira criativa, oferecendo diversas opções para a troca de moedas.

 

"Vivemos a escassez de moedas em circulação, principalmente as de cinco e dez centavos. Por isso temos mantido conversação com o comércio local e com a Prefeitura, além de convidar o cidadão a trocar suas moedas no Catamoeda que está instalado na entrada da plataforma B do TICEN", explica Rodolfo Guidi, coordenador técnico do Consórcio Fênix. "Mesmo sendo um valor relativamente baixo, o Consórcio já considera a experiência exitosa e acredita que o uso do CataMoeda deve se intensificar ao longo do tempo", completa.

 

Para reforçar a divulgação, ações como panfletagens, campanhas de busdoor nas linhas 210 - TICAN-TICEN Direto e 410 - TIRIO-TICEN Direto (que recebem grande demanda diária), além da área especial no site consorciofenix.com.br/catamoeda e cartazes nos terminais da cidade.

 

Outra ação para contribuir a resolver a carência do dinheiro metálico, a sugestão do Consórcio Fênix é para que as pessoas façam a recarga do cartão, assim como a troca de moedas, de forma a agilizar seu embarque e contribuir para o troco de outros passageiros. "Convidamos o usuário do transporte coletivo também a fazer a compra antecipada de crédito, com o benefício de valores menores na tarifa. Além disso, ele fica livre das filas nas bilheterias e pode embarcar nos ônibus de forma mais ágil", finaliza Guidi.

 

Como funciona o CataMoeda:


1 - Deposite suas moedas: selecione a opção desejada e deposite suas moedas. Não é necessário separá-las.
2 - Acompanhe a contagem: suas moedas são contabilizadas pela máquina em tempo real.
3 - Retire o cupom: a máquina emitirá um comprovante com todos os dados do seu depósito.
4 - Troque seu cupom: faça suas compras no Passe Rápido utilizando o seu cupom.

palavra.com


Atualizado em Sáb, 25 de Março de 2017 08:43
 
Publicado por Cris Menegon Sáb, 25 de Março de 2017 08:33

Numa iniciativa do Instituto Paternidade Responsável e Vara da Família da Comarca de Lages - comandada pelo juiz Alenxadre Takashima, todas as mães que tem filhos que não são reconhecidos pelo pai, ou seja, não tem o nome dele no registro de nascimento, podem participar do Mutirão, indican [...]

Numa iniciativa do Instituto Paternidade Responsável e Vara da Família da Comarca de Lages - comandada pelo juiz Alenxadre Takashima, todas as mães que tem filhos que não são reconhecidos pelo pai, ou seja, não tem o nome dele no registro de nascimento, podem participar do Mutirão, indicando o suposto pai. Crianças que não tem o pai se necessitarem de apoio psicológico serão atendidas.


Para isso, as partes interessadas devem se dirigir ao Salão do Júri do Fórum Nereu Ramos no sábado, 25, entre 9h às 16h.
"Indicar o nome do suposto pai é muito importante. Assim como endereço e se possível telefone para entrarmos em contato", falou a Conciliadora Rita Lang.

 

Ações


Psicólogos e Assistentes Sociais estarão dando suporte durante o atendimento. Conciliadores darão suporte, e apoio jurídico farão parte das ações.
Nesse dia, será encaminhado as declaratórias referentes ao mês de dezembro e janeiro, e atendimento de novos casos.

 
Publicado por Cris Menegon Sex, 24 de Março de 2017 08:12

Com uma grande festa e muita gente importante, o Governador Raimundo Colombo inaugurou o Auditório da Acil na noite desta quinta-feira (23),O Estado foi parceiro da reforma, via Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), com R$ 700 mil. O local tem capacidade para 300 pessoas s [...]

Com uma grande festa e muita gente importante, o Governador Raimundo Colombo inaugurou o Auditório da Acil na noite desta quinta-feira (23),O Estado foi parceiro da reforma, via Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), com R$ 700 mil. O local tem capacidade para 300 pessoas sentadas e conta com sistema de climatização, som, iluminação, camarim, saída de emergência e acessibilidade.

 

"Historicamente, a Acil presta um trabalho extraordinário para o desenvolvimento de toda a região. E o novo espaço vai servir para o debate e a definição das ações para o bem de toda a sociedade. Nada mais justo que reconhecer e apoiar esse trabalho", destacou o governador.

 

O espaço tem capacidade para 300 pessoas sentadas e conta com sistema de climatização, som, iluminação, camarim, saída de emergência e acessibilidade. A principal novidade é a possibilidade de realizar almoços e jantares no próprio espaço, o que antes era impossível por conta das poltronas fixas.

 

Palestra do governador abordou desafios da realidade política e econômica no país

 

Na palestra de abertura do novo auditório da Acil, o governador Raimundo Colombo falou sobre o atual momento político e econômico do país, e dos desafios enfrentados pelo Estado diante da forte recessão econômica.

 

Colombo destacou o protagonismo da sociedade ao cobrar um Estado mais eficiente e a importância de surgirem líderes, em todos os segmentos, comprometidos com a construção de um novo modelo. "Todos precisam contribuir e também apoiar o que pode dar certo. É necessário que as reformas ocorram ou o sistema vai se romper", ressaltou Colombo ao explicar que Santa Catarina já fez, por exemplo, mudanças fundamentais como a reforma da previdência pública, para conter o déficit do sistema.

 

O governador argumentou que o Estado, por um conjunto de ações, como maior rigor nos gastos, investimentos em setores estratégicos e pela decisão de não aumentar impostos, será o primeiro a sair da crise.

 

"Graças a esse esforço, e não só do Governo, mas de todo o catarinense que trabalha e não se curva diante das dificuldades, conseguimos ser competitivos, para atrair novos investimentos. Somos uma potência no agronegócio e em tantos outros indicadores, e por isso não vamos desanimar. Há um processo de mudança em curso e teremos que ser fortes e responsáveis para construir a ponte do futuro sobre essas adversidades", concluiu.

 
Início
Anterior
1


Vídeo em Destaque

Programa Papo De Mulher:Evento Mulheres de Sucesso 2017
Publicidade

fabianamassas

aguasdepalmas

 

 

garden

 

 

 unifacvestmarco

  

 

camara2015ok

 

 

 

 

anucio1

TELALAGES

caes1

papo mulher