Aproveite o melhor do Portal Cris Menegon! Mantenha seu Navegador sempre atualizado. Baixe o Internet Explorer 9
  • papodemulherbannernovo

Encontre no portal
Publicado por Cris Menegon Ter, 17 de Janeiro de 2017 07:18

O diretor da Fundação Cultural, Gilberto Ronconi, acompanhado do vice-prefeito Juliano Polese, realizou uma reunião de boas-vindas aos servidores da Fundação Cultural, que na sua grande maioria, retornaram do período de férias coletivas nesta segunda-feira (16). O encontro serviu também c [...]

O diretor da Fundação Cultural, Gilberto Ronconi, acompanhado do vice-prefeito Juliano Polese, realizou uma reunião de boas-vindas aos servidores da Fundação Cultural, que na sua grande maioria, retornaram do período de férias coletivas nesta segunda-feira (16). O encontro serviu também como um planejamento das atividades para o ano de 2017.

 

Estão vinculados à Fundação Cultural: a Escola de Artes, o Teatro Marajoara, os Museus Thiago de Castro, Malinverni Filho, da Imagem e do Som – localizado na Câmara de Vereadores – e o Memorial Nereu Ramos. "Um dos projetos e metas estabelecidas pelo prefeito Antonio Ceron e vice Juliano, é que a Escola de Artes seja oferecida também nos bairros de Lages", disse Gilberto Ronconi.

 

Na reunião foi confirmada a realização do 3º Salão do Livro. O evento já tem recursos assegurados via Ministério da Cultural, com a Lei Rouanet. "A programação do Salão do Livro dever ser realizada no mês de abril", ressaltou Gilberto.

 

O vice-prefeito Juliano Polese, destacou a importância dos trabalhos realizados pela pasta junto á comunidade lageana. "A Fundação Cultural, assim como outras estruturas da Prefeitura passará por uma reforma administrativa no inicio do mês de fevereiro, mas nada que diminua o trabalho e a importância deste órgão".

 
Publicado por Cris Menegon Ter, 17 de Janeiro de 2017 07:16

Começou nesta segunda (16) o atendimento no Instituto Paternidade Responsável. Para acessar os serviços as pessoas devem se dirigir à Sede da entidade para a triagem que é o procedimento inicial, durante a realização do cadastro.


Todas aquelas pessoas que não tem o nome do p [...]

Começou nesta segunda (16) o atendimento no Instituto Paternidade Responsável. Para acessar os serviços as pessoas devem se dirigir à Sede da entidade para a triagem que é o procedimento inicial, durante a realização do cadastro.


Todas aquelas pessoas que não tem o nome do pai no registro de nascimento podem estar solicitando a inclusão por meio do trabalho prestado pelo Instituto.


Caso a parte solicitante seja menor de idade, deve estar acompanhada pelo pai ou mão e/ou responsável para estar fazendo a solicitação.
Quando a parte interessada for emancipada ela própria poderá requisitar a inserção do nome do pai no registro.
Lembrando que o passo inicial é o cadastro, na sequência é intimado o suposto pai para que compareça no Instituto.
Logo após a realização dos atendimentos de ambas as partes, e se o pai não reconhecer espontaneamente é encaminhado o caso para realização de exame de DNA.


O exame pode levar de 30 dias, se for feito em laboratório particular, ou mais meses se for realizado no laboratório do CAV/UDESC – Instituição responsável por toda demanda de investigação de paternidade, no caso DNA, do Estado, através da justiça gratuita.
O horário de atendimento durante a segunda quinzena de janeiro/2017 é das 14 às 18h, de segunda a sexta-feira.

 

Para mais informações:
Acessar o site do Instituto pelo endereço: www.paternidaderesponsavel.org.br ou ainda ligar para: Tel (49) 32270943 ou se preferir se dirigir à Sede situada na Avenida Belizário Ramos, 3800 – Ed. Lages Business Center, 5º Andar, Sala 55 (Anexo ao Fórum Nereu Ramos) Centro – Lages /SC.

Foto: Marciano Corrêa

 
Publicado por Cris Menegon Ter, 17 de Janeiro de 2017 07:13

A Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Lages foi notificada da ação movida pelo Ministério Público para apurar problemas de infraestrutura no Centro Educacional Vidal Ramos Júnior.


Na tarde desta segunda-feira, dia 16, o secretário João Alberto Duarte entrou em conta [...]

A Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Lages foi notificada da ação movida pelo Ministério Público para apurar problemas de infraestrutura no Centro Educacional Vidal Ramos Júnior.


Na tarde desta segunda-feira, dia 16, o secretário João Alberto Duarte entrou em contato com a secretária adjunta de Estado da Educação, Elza Moretto, para tratar das providências a serem tomadas.


A primeira medida foi determinar à Gerência de Infraestrutura d

a ADR um levantamento imediato de todos os quesitos apontados pelo Ministério Público com base em um relatório da Vigilância Sanitária.


De antemão, é possível afirmar que alguns itens já haviam sido solucionados antes mesmo da notificação. Outra constatação da ADR é que alguns problemas foram causados por mau uso e vandalismo, e não por falta de manutenção, como vidros, espelhos e assentos de vasos sanitários quebrados.


Importante destacar também que, conforme parecer da própria Vigilância Sanitária, assinado pela agente Karen Christine Azeredo e pela fiscal Regina Martins após inspeção feita em 19 de outubro do ano passado, apenas o ginásio de esportes oferecia riscos, e não o restante da escola.


"Constatamos que o restante da edificação, apesar de sofrer danos recorrentes da depredação exercida pelos próprios estudantes, no momento da vistoria não apresentava risco sanitário ao uso dos mesmos", diz o parecer.


Sobre o ginásio de esportes, a ADR esclarece que o mesmo foi interditado no fim do ano passado pela Vigilância Sanitária do município, que sugeriu alguns reparos emergenciais para fins de liberação.


Entretanto, para garantir a segurança da comunidade escolar, a própria ADR decidiu manter o ginásio fechado até conseguir os recursos necessários para uma reforma completa.


Nesta terça-feira, dia 17, o secretário João Alberto Duarte estará em Florianópolis para uma reunião com o governador Raimundo Colombo, a quem apresentará a planilha de custos para a revitalização e remodelação total do ginásio.

 
Publicado por Cris Menegon Seg, 16 de Janeiro de 2017 07:25

As uvas sangiovese, cabernet sauvignon e merlot, colhidas em 2009, apresentaram as condições perfeitas para elaboração de mais uma edição do aguardado rótulo Michelli, produzido pela vinícola Villa Francioni de São Joaquim-SC. A safra escolhida é considerada a melhor de todas, no histó [...]

As uvas sangiovese, cabernet sauvignon e merlot, colhidas em 2009, apresentaram as condições perfeitas para elaboração de mais uma edição do aguardado rótulo Michelli, produzido pela vinícola Villa Francioni de São Joaquim-SC. A safra escolhida é considerada a melhor de todas, no histórico da empresa desde 2004, quando uvas foram colhidas até meados de junho. Mantendo o conceito de exclusividade, o lote novamente é restrito e as garrafas são numeradas.
Um dos diferenciais é a guarda do vinho, com alto potencial de longevidade. "Alguns consumidores poderão preferir degustar o vinho jovem, mas certamente com o amadurecimento suas características irão mudar e evoluir", destaca o enólogo Orgalindo Bettú.


Como sugestão de harmonização: carnes grelhadas, cordeiro, molhos agridoces e a base de funghi. Queijos curados e de sabores fortes também são indicados.



 

 
Publicado por Cris Menegon Seg, 16 de Janeiro de 2017 07:23

Sim, o Lages Garden Shopping reconhece a nobreza da causa e abre as portas para receber os animaizinhos de quatro patas uma vez por mês. A Feira de Adoção Pets no Garden já garantiu um lar para metade dos cãezinhos em exposição no espaço montado na praça de eventos. Neste sábado (14), m [...]

Sim, o Lages Garden Shopping reconhece a nobreza da causa e abre as portas para receber os animaizinhos de quatro patas uma vez por mês. A Feira de Adoção Pets no Garden já garantiu um lar para metade dos cãezinhos em exposição no espaço montado na praça de eventos. Neste sábado (14), mais um grupo de 20 cachorros participaram da feira.

 

O evento surpreendeu o casal de turistas de Chapecó, Daiane Coelho e Ronaldo Garcia. Donos de dois labradores há sete anos, os visitantes acharam a ideia muito bacana. "Essa é a primeira vez que vemos cachorros dentro de um shopping. Somos apaixonados pelos animais e temos certeza aqueles que os adotarem irão cuidar com o maior carinho", reforça o vendedor chapecoense.

 

Dar a visibilidade à causa é a intenção do empreendimento, da Associação Lageana de Proteção aos Animais (Alpa) e Adote Lages. "Estar aqui faz a diferença. É importante despertar esse olhar nas pessoas. Nunca se viu um vira-latas dentro de espaço de compras e lazer como este", destaca a presidente Araceli Hammann. Quem quiser levar seus animais de estimação para passear nos dias do eventos está convidado.

 

Mais de 100 mil nas ruas


Um estudo feito pelo Centro de Ciências Agroveterinárias (CAV), em 2009, em um senso por estimativa, contatou que viviam em Lages naquele ano 49 mil animais domiciliados. Duas a três vezes mais esse número eram animais errantes e semi-domiciliados, aqueles que têm dono, mas que saem de casa por tempo indeterminado e desacompanhados.

 

Silamara Monteiro de Melo e Ricardo Botazini são protetores independentes há mais de dez anos. Onde moram vivem 12 animais, todos recolhidos das ruas e com problemas de saúde, e mais outros 20 a espera de um lar. "A gente faz isso por amor. Uns gostam de carros, motos, ou viagens. Nós gostamos de cachorros", diz o representante comercial. A entrega para os novos donos é feita somente depois de uma entrevista.

 

Todos os bichos resgatados das ruas pelo casal são alimentados, medicados e higienizados. "Os custos são cobertos por nós. Não temos a ajuda de ninguém, por enquanto", destaca Silamara. Quem desejar ajudar com qualquer tipo de doação pode entrar em contato com ela pela rede social Faceboock ou pelo telefone 9 99441708.  Catarinas Comunicação

 
Publicado por Cris Menegon Sáb, 14 de Janeiro de 2017 08:31

Centenas de cães e gatos são abandonados todos os dias em Lages à própria sorte. Em benefício deles, alguns voluntários se unem para ajudá-los. São protetores engajados em coibir o abandono de animais, a devolver sua dignidade e encontrar um lar para eles. O Lages Garden Shopping entrou n [...]

Centenas de cães e gatos são abandonados todos os dias em Lages à própria sorte. Em benefício deles, alguns voluntários se unem para ajudá-los. São protetores engajados em coibir o abandono de animais, a devolver sua dignidade e encontrar um lar para eles. O Lages Garden Shopping entrou nesta luta e tem apoiado a causa disponibilizado espaço para que ocorram feiras de adoção de animais.

 

Neste sábado (14) ocorre mais uma Feira de Adoção Pets no Garden. A ação inicia às 10h da manhã e encerra às 18h. Essa será a terceira edição da feira. Pelos bons resultados obtidos nas anteriores, o projeto não deve parar nunca. Para a presidente da Associação Lageana de Proteção aos Animais (ALPA), Aracelli Hammann, o resultado tem sido positivo.


Cerca de 60% dos animais que participaram da última feira foram doados e hoje vivem protegidos em um lar. "A parceria com o shopping foi muito interessante. É mais uma forma de abrir a visão das pessoas com relação à proteção animal. O animais estão abandonados nas ruas por irresponsabilidade humana".

 

O coordenador de Marketing do Lages Garden Shopping, Efraim Queller, destaca que o empreendimento está sempre atento em ser parceiro em causas e projetos que beneficiem a comunidade. "O problema existe. A causa defendida pelos protetores de animais é nobre e nós precisamos apoiar e ajudar a conscientizar cada vez mais pessoas sobre o assunto. E o shopping é o espaço perfeito porque muitas pessoas circulam por aqui. A prova é o resultado muito positivo que temos tido desde que as feiras estão sendo realizadas no shopping".

 

Neste dia, além da possibilidade de adotar, os visitantes ainda podem fazer doações de ração, por exemplo. Quem quiser também pode levar seu animalzinho de estimação para passear no Lages Garden Shopping. É importante lembrar que eles devem estar com guia. Catarinas

 
Publicado por Cris Menegon Sáb, 14 de Janeiro de 2017 08:28

O governador Raimundo Colombo sancionou duas leis que defendem direitos dos consumidores catarinenses. A primeira proíbe que estacionamentos públicos e privados mantenham placas com a informação "não nos responsabilizamos por objetos deixados no interior do veículo". A segunda obriga revend [...]

O governador Raimundo Colombo sancionou duas leis que defendem direitos dos consumidores catarinenses. A primeira proíbe que estacionamentos públicos e privados mantenham placas com a informação "não nos responsabilizamos por objetos deixados no interior do veículo". A segunda obriga revendedoras e concessionárias de veículos a manter em local visível cartazes destacando as isenções tributárias concedidas às pessoas com deficiência. Em ambos os casos, o Procon será responsável pela fiscalização e os estabelecimentos podem sofrer as sanções previstas no Código de Defesa do Consumidor.

 

Para o diretor do Procon de Santa Catarina, Maycon Rodrigo Baldessari, as novas leis mostram o quanto o Estado vem se destacando em relação à proteção aos direitos dos consumidores. "Essas leis sancionadas pelo governador agregam à legislação consumerista mais direitos para proteger os consumidores catarinenses", ressalta Baldessari.

 

No caso dos estacionamentos, a proibição vale para qualquer estabelecimento localizado em Santa Catarina destinado aos clientes, independentemente de ser terceirizado ou oferecido de forma gratuita ou não. Não podem ser inseridas placas informativas, tíquetes, bilhetes ou cupons que contenham a informação de que o local não se responsabiliza por objetos deixados no interior do veículo.

 

Embora seja comum essa informação constar nos locais, desde 1995 o Superior Tribunal de Justiça (STJ) já havia decidido que as empresas respondem pela reparação de danos ou furtos de veículos ocorridos nos estacionamentos. O objetivo da proibição prevista na lei sancionada em Santa Catarina é evitar que os consumidores sintam-se coagidos a buscar os direitos de reparação. Os estabelecimentos terão 90 dias para se aquedarem.

 

As revendedoras e concessionárias de veículos têm prazo de 30 dias para se adaptarem à nova lei. A medida estabelece a obrigatoriedade de afixar em local de fácil visualização cartazes informando aos consumidores sobre as isenções de impostos como IPI, ICMS e demais tributos garantidos por lei às pessoas com deficiência ou portadoras de enfermidade de caráter irreversível.

 

A placa informativa deverá ter a medida mínima de 297x420mm, equivalente a uma folha de tamanho A3, e escrita legível. A informação "Este estabelecimento respeita e cumpre a Lei: o consumidor com deficiência ou portador de enfermidade de caráter irreversível tem direito a isenção de tributos previstos em Lei. Solicite ao vendedor" deve ser destacada pelas revendedoras e concessionárias.

 

Saiba mais

Leis 17.064 e 17.065 de 11 de janeiro de 2017 estão publicadas no Diário Oficial do Estado de quinta-feira, 12, disponível em www.doe.sea.sc.gov.br

 

 
Publicado por Cris Menegon Sáb, 14 de Janeiro de 2017 08:21

Foi definido o número da Defesa Civil SC para alertas via SMS: 40199. Trata-se de uma iniciativa que integra projeto piloto desenvolvido pela secretaria de Estado da Defesa Civil. Os testes devem iniciar a partir de fevereiro em 20 municípios catarinenses.

 

"As pessoas que [...]

Foi definido o número da Defesa Civil SC para alertas via SMS: 40199. Trata-se de uma iniciativa que integra projeto piloto desenvolvido pela secretaria de Estado da Defesa Civil. Os testes devem iniciar a partir de fevereiro em 20 municípios catarinenses.

 

"As pessoas que residem nesses municípios irão receber uma mensagem do número 40199 sobre o serviço de alerta. O cidadão responde com o CEP que deseja ser monitorado", explica o secretário de Estado da Defesa Civil de SC, Rodrigo Moratelli. A mensagem de texto não terá custo. Essa primeira etapa dura 120 dias.

 

Os números serão registrados numa Base de Dados de Emergência gerenciada pela ABR Telecom. O Centro Nacional de Desastres (Cenad) encaminhará a mensagem inicial para a população de uma determinada região para ter a notificação de alertas com o seguinte conteúdo: "Defesa Civil Informa: Novo serviço de envio de SMS gratuito de alertas de riscos de desastres. Para se cadastrar responda para 40199 com o CEP de interesse".

 

O objetivo é iniciar uma campanha de divulgação. A pessoa que estiver dentro dos 20 municípios pilotos pode cadastrar mais de um CEP desejado. Ao realizar o cadastro, o usuário receberá a seguinte mensagem: "Cadastro realizado com sucesso. O celular esta apto a receber alertas e recomendações de defesa civil. Para cancelar, envie SAIR e o CEP para 40199"

 

Além da opção "Cadastrar" e "Sair", o cidadão também pode pedir "Ajuda" e "Consultar" o endereço cadastrado: "Para cadastro envie o número do CEP para 40199. Para cancelamento envie SAIR e o CEP para 40199. Para consultar CEP cadastrado envie CONSULTAR para 40199"

 

O serviço de alerta via SMS é custeado pelas prestadoras de SMP. A população não terá qualquer cobrança ao receber ou enviar mensagens de texto de alertas. A secretaria de Estado da Defesa Civil e o Cenad também não terão custos. O objetivo é informar a população sobre situações eminentes de Desastres, Emergência e/ou Estado de Calamidade Pública, por meio de mensagens divulgadas pelo Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres.

 
Publicado por Cris Menegon Sáb, 14 de Janeiro de 2017 08:19

Para diminuir a burocracia e facilitar o ambiente de negócios no Estado, o governador Raimundo Colombo sancionou, na tarde desta quinta-feira, 12, a lei no 17.071 que institui o Bem Mais Simples. O projeto prevê o Enquadramento Empresarial Simplificado (EES), com base nas informações constant [...]

Para diminuir a burocracia e facilitar o ambiente de negócios no Estado, o governador Raimundo Colombo sancionou, na tarde desta quinta-feira, 12, a lei no 17.071 que institui o Bem Mais Simples. O projeto prevê o Enquadramento Empresarial Simplificado (EES), com base nas informações constantes da autodeclaração dos empreendedores, para negócios com baixo risco sanitário e baixo potencial poluidor. "Estamos dando um voto de confiança às boas práticas, acreditando na palavra do cidadão e, principalmente, diminuindo os entraves para que o empreendedor perca menos tempo em tarefas simples", declarou Colombo.

 

A lei, publicada no Diário Oficial desta sexta-feira, 13, irá diminuir os entraves para aberturas, licenciamentos, alvarás, fechamentos, entre outros processos para empresas de baixa complexidade, ou seja, com atividades que não comprometem a segurança sanitária, ambiental e com baixo potencial poluidor.

 

Para o secretário da Casa Civil, Nelson Serpa, a medida é uma demonstração de que o poder público precisa enfrentar a burocracia adotando medidas que demonstrem a confiabilidade nas pessoas. "A lei do Bem Mais Simples parte da premissa da boa-fé dos empreendedores e é, dessa forma, que devemos atuar, sem deixar de fiscalizar, mas confiando nas informações prestadas por aqueles que estão ajudando a movimentar a economia de Santa Catarina", avalia.

 

Em julho de 2015, foi criado o grupo de trabalho, formado por membros da Fundação do Meio Ambiente (Fatma), Junta Comercial de Santa Catarina (Jucesc), Secretarias de Estado da Fazenda (SEF), Saúde (SES), Segurança Pública (SSP), Casa Civil (SCC), Vigilância Sanitária, Corpo de Bombeiros Militar, além do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), que coordena os trabalhos. "Iniciamos esta ação há dois anos e criamos uma força-tarefa para atender o setor produtivo. Vemos na simplificação o caminho para fortalecer nossa economia, e tenho certeza que será um grande incentivo aos empreendedores", garante o secretário da SDS, Carlos Chiodini.

 

Ainda em 2015 o grupo de trabalho iniciou a Jornada da Simplificação, passando por cidades como Jaraguá do Sul, Criciúma, Florianópolis, Brusque e Caçador, coletando de informações com os órgãos responsáveis pelo atendimento aos empresários e com as associações para a formulação do projeto. Em junho de 2016, o projeto de lei foi protocolado na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), onde foi aprovado por unanimidade em 14 de dezembro do mesmo ano.

 

"Qualquer alteração ou mudança que venha beneficiar as micro e pequenas empresas temos que comemorar, parabenizar e agradecer. Só em nosso segmento 20 mil empresas serão beneficiadas", diz o vice-presidente da Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc), André Gaidzinski.

 
Início
Anterior
1


Vídeo em Destaque

Programa Papo De Mulher: Restaurante Sur recebeu convidados da RGK (Guga Kuerten) e Tross Construtora
Publicidade

fabianamassas

aguasdepalmas

 

 

garden

 

 

 univest dista

  

 

lafi8

 

 

 

 

anucio1

TELALAGES

caes1

papo mulher