Aproveite o melhor do Portal Cris Menegon! Mantenha seu Navegador sempre atualizado. Baixe o Internet Explorer 9
  • papodemulherbannernovo

Encontre no portal
ECONOMIA
Publicado por Cris Menegon Sáb, 22 de Abril de 2017 09:11

O presidente em exercício do Observatório Social de Lages, Fabiano Ventura, esteve presente na reunião da diretoria da ACIL, realizada no último dia 17 de abril. Ele veio prestar contas à Entidade mantenedora sobre as ações que o Observatório realiza na cidade. A estimativa é de que ao l [...]

O presidente em exercício do Observatório Social de Lages, Fabiano Ventura, esteve presente na reunião da diretoria da ACIL, realizada no último dia 17 de abril. Ele veio prestar contas à Entidade mantenedora sobre as ações que o Observatório realiza na cidade. A estimativa é de que ao longo desses quatro anos de atuação foram economizados aos cofres públicos do município cerca de quatro milhões de reais.

 

O Observatório Social é uma Organização não Governamental que atua no controle social e de educação fiscal. Ele monitora editais de licitação e promove palestras nas escolas, entidades, a respeito de educação fiscal. "O único poder que o observatório tem é de solicitar informação", destacou Ventura. Segundo ele, nesses quatro anos de atuação em Lages vários casos podem ser citados, por exemplo, uma licitação que incluía selante para dentes. O Observatório constatou que o preço de mercado do selante era de 24 reais e na licitação constava como mais de sete mil reais cada um, o resultado foi a economia de 368 mil reais aos cofres públicos.

 

Outro caso foi a licitação de 32 mil reais para compra de câmeras fotográficas e notebooks. Após o observatório pedir a justificativa da compra, o edital foi cancelado. O caso mais recente aconteceu na semana passada, onde foi cancelado um edital de obras de 155 mil reais. O orçamento continha a demolição e reconstrução de um muro de 60 metros cúbicos e na realidade a área tinha quatro metros cúbicos. "Observatório chama essas situações de fragilidades, porque não é possível provar se é má fé ou erro de digitação, por exemplo", frisou o presidente do Observatório Social.

 

Ventura também destacou a necessidade de aumentar a arrecadação da instituição. Segundo ele se dobrar o orçamento será possível ampliar o trabalho realizado, além do acompanhamento da licitação poderão acompanhar a entrega dos produtos e serviços licitados e assim verificar se está tudo conforme descrito no edital.

 

Nos próximos dias 19 e 20 de maio, no auditório da ACIL, o Observatório Social vai realizar capacitação para pessoas que desejem ser voluntários da ONG e para a comunidade em geral. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo telefone (49) 3223 9755.

Debora Puel

 
Publicado por Cris Menegon Ter, 18 de Abril de 2017 08:41

A Casan divulgou nesta segunda-feira, 17, seu balanço financeiro e o relatório anual de atividades 2016, período em que a companhia obteve receita operacional recorde de R$ 1 bilhão – valor 15% superior ao apurado no exercício anterior.

 

A companhia apresentou crescim [...]

A Casan divulgou nesta segunda-feira, 17, seu balanço financeiro e o relatório anual de atividades 2016, período em que a companhia obteve receita operacional recorde de R$ 1 bilhão – valor 15% superior ao apurado no exercício anterior.

 

A companhia apresentou crescimento significativo no lucro líquido, que passou de R$ 10,9 milhões para R$ 28,3 milhões (acréscimo de 159%). São também destaque do período os recursos aplicados nos sistemas de água e esgotamento sanitário, que chegaram a R$ 240,1 milhões. O plano de ação da Casan para o período 2017 a 2021 prevê R$ 1,5 bilhão em investimentos.

 

"Os indicadores demonstram a evolução do desempenho econômico da companhia, que teve melhorias na receita, nos resultados, na rentabilidade patrimonial e nas margens apuradas", avalia o diretor financeiro e de Relação com os Investidores, Laudelino de Bastos e Silva. Os números positivos do novo balanço são resultado de um aumento de 1,7% no número de economias de água e de 6,3% no número de economias de esgoto – área em que a Casan tem atualmente seu foco de investimentos.

 

De acordo com o diretor, um dos destaques é a margem operacional, indicador que demonstra quanto das receitas líquidas são provenientes de vendas e serviços das atividades da própria companhia. Em contrapartida, o endividamento da Casan foi elevado e a liquidez reduzida. "Esse cenário reflete o movimento de ampliação do atendimento da Casan, já que boa parte dos investimentos está sendo realizada com recursos financiados em instituições nacionais e internacionais, como a Agência Francesa e a Agência Japonesa", explica o diretor.

 
Publicado por Cris Menegon Sáb, 08 de Abril de 2017 08:43

O Núcleo de Contadores da ACIL (NUCONT), em parceria com o Conselho Regional de Contabilidade (CRC-SC), com o Sindicato dos Contabilistas de Lages (Sindicont Serra) e com o sindicato das Empresas Contábeis de SC (Sescon) realizaram, na manhã desta sexta-feira (07/04) a campanha "Declare Certo" [...]

O Núcleo de Contadores da ACIL (NUCONT), em parceria com o Conselho Regional de Contabilidade (CRC-SC), com o Sindicato dos Contabilistas de Lages (Sindicont Serra) e com o sindicato das Empresas Contábeis de SC (Sescon) realizaram, na manhã desta sexta-feira (07/04) a campanha "Declare Certo". A iniciativa, que foi realizada no calçadão da Praça João Costa, visou esclarecer dúvidas da população sobre a prestação de contas com a Receita Federal, através da declaração do Imposto de Renda.

 

O vice coordenador do NUCONT, Felipe Quevedo, explica que, atualmente, a Receita Federal possui inúmeras formas de fazer cruzamento das informações do contribuinte. Por isso é importante reunir toda a documentação de despesas médicas, de rendimentos e de variações patrimoniais ao longo do ano, a fim de comprovar e evitar transtornos na hora de prestar contas com o leão.

 

Outras despesas que podem ser abatidas das receitas tributáveis são despesas estruturadas em livro caixa, pensão alimentícia, contribuição para previdência social, a soma das parcelas previstas na tabela progressiva mensal nos meses de 2016 relativas à aposentadoria, pensão, transferência para reserva remunerada ou reforma, pagas pela previdência oficial, ou privada, a partir do mês em que o contribuinte completar 65 anos de idade (janeiro até dezembro R$ 1.903,98). Limite anual de R$ 2275,08 por dependente. Despesa com instrução, limitada a R$ 3561,50.

 

Um apelo que também foi repassado à população durante o dia de campanha é para que o contribuinte, tanto pessoa física quanto jurídica, deixe parte de seus impostos em Lages, em prol das crianças e dos idosos, para o Fundo Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa (FMDPI) e/ou para o Fundo Municipal para Infância e Adolescência (FIA).

 

A orientação é para que os interessados conversem com seus contadores a fim de fazer a alteração, a qual é permitida em lei. Para pessoa jurídica de lucro real, o valor a ser deixado na cidade é de 1%, já para pessoa física o percentual sobe para 6% do imposto devido, ou ainda, 3% para pessoa física, no período de 01 de janeiro a 30 de abril. O prazo para declaração do Imposto de Renda 2017 termina no último minuto do dia 28 de abril.

Debora Puel

 
Publicado por Cris Menegon Sex, 07 de Abril de 2017 07:32

O prazo para declaração do Imposto de Renda 2017 termina no dia 28 de abril e muitas dúvidas surgem na hora de preencher o formulário, principalmente porque são implementadas mudanças a cada ano. É preciso ficar atento a todos os detalhes, pois um erro simples pode fazer o contribuinte cai [...]

O prazo para declaração do Imposto de Renda 2017 termina no dia 28 de abril e muitas dúvidas surgem na hora de preencher o formulário, principalmente porque são implementadas mudanças a cada ano. É preciso ficar atento a todos os detalhes, pois um erro simples pode fazer o contribuinte cair na malha fina.

 

Para orientar e esclarecer as principais dúvidas da população na hora de prestar contas com a Receita Federal, através da declaração do Imposto de Renda, o Núcleo de Contadores da ACIL – NUCONT realiza, em parceria com o CRC-SC, Sindicont Serra e Sescon/SC, a campanha "Declare Certo".

 

Para o coordenador do NUCONT, o contabilista Aldo Esmério, a campanha "orienta e esclarece a população quanto a sistemática do Imposto de Renda. Esta é uma ação que irá levar a informação de forma gratuita e em local acessível para que os contribuintes tirem todas as suas dúvidas com profissionais da área contábil".

 

A campanha Declare Certo será realizada no dia 07 de abril, das 9 horas às 17 horas, no calçadão da Praça João Costa. A orientação será prestada de forma gratuita por profissionais contábeis ligados ao Núcleo de Contadores, CRC-SC, Sindicont Serra e Sescon/SC.

 

Serviço:

 

Campanha Declare Certo
Dia: 07 de abril (sexta feira)
Horário: 9h às 17h
Local: Calçadão da Praça João Costa
Mais Informações: 3251-6617

 
Publicado por Cris Menegon Qui, 06 de Abril de 2017 08:15

As novas regras no uso do rotativo do cartão de crédito, que entraram em vigor nesta semana, e impedem o contínuo parcelamento da fatura, não devem contribuir para reduzir o número de endividados, na avaliação da Federação das CDLs de Santa Catarina (FCDL/SC).

 

O em [...]

As novas regras no uso do rotativo do cartão de crédito, que entraram em vigor nesta semana, e impedem o contínuo parcelamento da fatura, não devem contribuir para reduzir o número de endividados, na avaliação da Federação das CDLs de Santa Catarina (FCDL/SC).

 

O empresário Ivan Roberto Tauffer, presidente da entidade, lembra que "enquanto o percentual de endividamento no crediário tem sido estável nos últimos meses, em função da cautela do consumidor e do recuo no varejo, a mudança nas regras ainda causa confusão para o catarinense e a consequência será a redução do poder de compra".

 

Outro fator que deve ser considerado é o elevado percentual de juros - que chegou a 484,6% ao ano, registrado em dezembro, o que equivale a média de 15,85% ao mês.

 

O crediário, ressalta Tauffer, continua a ser a melhor opção para as compras parceladas, em função da taxa de juros mais baixa, da ampla proteção ao crédito por meio das lojas ligadas ao Sistema de Proteção ao Crédito (SPC) e da possibilidade de negociação direto com o lojista.

Palavra.com

 
Publicado por Cris Menegon Qua, 05 de Abril de 2017 07:37

No final do mês de março, o Programa de Defesa do Consumidor (Procon) de Lages desenvolveu a pesquisa especial de Páscoa, com a abordagem do preço de ovos, barras de chocolate e caixas de bombons vendidos nos oito maiores supermercados da cidade. Este levantamento observou as oscilações de [...]

No final do mês de março, o Programa de Defesa do Consumidor (Procon) de Lages desenvolveu a pesquisa especial de Páscoa, com a abordagem do preço de ovos, barras de chocolate e caixas de bombons vendidos nos oito maiores supermercados da cidade. Este levantamento observou as oscilações de valores das três maiores marcas do segmento: Lacta, Nestlé e Garoto, em suas diferentes gramaturas de produto. Além da tabela, está disponível aos consumidores a conferência e os cálculos de flutuação de preços.

 

Considerada a equiparação entre 2016 e 2017, a líder da diferenciação de preço foi a barra de chocolate. Em 2016, a barra de determinada marca, com 180 gramas custava R$ 4,70, e neste ano, a barra com 125 gramas custa R$ 5,10. A diferença é de 56,26%. Em relação à caixa de bombons, determinada marca apresentava o valor de R$ 8,10 em 2016, com 400 gramas, e em 2017 está a R$ 8,32, sendo a caixa com 300 gramas, resultando na variação de 36,94%. A conclusão é de que os volumes diminuíram e os preços aumentaram. O comparativo completo poderá ser visualizado no link

http://www.lages.sc.gov.br/procon/pesquisas.php

 

O trabalho do Procon traz, ainda, o comparativo do preço médio da cesta básica com os itens essenciais em alimentos, higiene pessoal e limpeza doméstica. Em março, a cesta custou R$ 233,18, com variação de -2,83% em relação a fevereiro. Demais dados, como comparações entre janeiro e fevereiro e o acumulado do ano, também constam na tabela de auxílio aos consumidores. As atividades do Procon acontecem sob a supervisão do Executivo Julio Borba.

 
Publicado por Cris Menegon Seg, 03 de Abril de 2017 09:20

Com as celebrações da Páscoa chegando e a procura por produtos alusivos à data em alta, principalmente o chocolate, o Programa de Defesa do Consumidor (Procon) de Lages realizou pesquisa de preços para ovos de páscoa e os principais chocolates comercializados nos supermercados do município [...]

Com as celebrações da Páscoa chegando e a procura por produtos alusivos à data em alta, principalmente o chocolate, o Programa de Defesa do Consumidor (Procon) de Lages realizou pesquisa de preços para ovos de páscoa e os principais chocolates comercializados nos supermercados do município.

 

A diferença de preços varia em cada estabelecimento de acordo com a marca e peso e podem ultrapassar os 37% pelo mesmo produto. Exemplo clássico é um ovo de chocolate da marca Garoto de 357g, têm uma grande variação entre os supermercados de Lages. Em um supermercado está no valor de R$ 39,99, o mesmo produto está em outro supermercado pelo valor de R$ 54,78.


Portanto pesquisar é a melhor solução para sua economia na hora de comprar não só so ovos de chocolate.

 

Clique na imagem para ver as tabelas de pesquisa.

 

tabela2222

tabela2333

 

 

 

 


Atualizado em Seg, 03 de Abril de 2017 09:30
 
Publicado por Cris Menegon Dom, 02 de Abril de 2017 10:28

O fim da desoneração da folha de pagamento para 50 setores da economia terá impacto direto no varejo e, consequentemente, lesará o consumidor. A avaliação é da Federação da CDLs de Santa Catarina (FCDL/SC), que critica a medida anunciada nesta semana pelo Ministério da Fazenda. A percep [...]

O fim da desoneração da folha de pagamento para 50 setores da economia terá impacto direto no varejo e, consequentemente, lesará o consumidor. A avaliação é da Federação da CDLs de Santa Catarina (FCDL/SC), que critica a medida anunciada nesta semana pelo Ministério da Fazenda. A percepção é que os empresários perderão ainda mais poder de investimento e serão forçados a revisar o porte de seus empreendimentos com a retomada da cobrança.

 

Para Ivan Tauffer, presidente da entidade, a decisão vai de encontro ao que o setor considera necessário para contribuir no reaquecimento da economia brasileira. "O momento é de auxílio para a manutenção dos empregos e dos estímulos que mantêm a economia minimamente aquecida. A volta da cobrança certamente inibirá novas contratações, além de transferir este custo ao consumidor final", pondera o dirigente.

 

Criada em 2011, a desoneração permitia que alguns setores como de fabricação de produtos alimentícios, máquinas e equipamentos e tecnologia da informação deixassem de recolher a contribuição previdenciária patronal de 20% sobre a folha e passassem a pagar entre 1% e 4,5% sobre o faturamento.

 

A justificativa do Ministério da Fazenda é que a decisão permitirá o recolhimento de aproximadamente R$ 4,8 bilhões ainda neste ano, mas Tauffer alerta para as consequências. "Nossa ponderação para que isto seja revisto é por compreendermos que onerar ainda mais o empresário só penaliza quem já não possui lastro financeiro e comprometerá os empreendimentos atuais", observa Tauffer.

Palavra.com

 
Publicado por Cris Menegon Sáb, 25 de Março de 2017 09:53

A economia catarinense deve ser altamente beneficiada pela medida que prevê a terceirização da atividade-fim na contratação de profissionais, segundo previsão da Federação das CDLs de Santa Catarina (FCDL/SC). A entidade avalia que a medida influenciará diretamente na ampliação de cont [...]

A economia catarinense deve ser altamente beneficiada pela medida que prevê a terceirização da atividade-fim na contratação de profissionais, segundo previsão da Federação das CDLs de Santa Catarina (FCDL/SC). A entidade avalia que a medida influenciará diretamente na ampliação de contratações, sobretudo para as empresas de menor porte, que até então só poderiam se valer desse instrumento para outras funções que não estivessem atreladas ao objetivo do empreendimento. A aprovação do projeto PL 4302 - batizado de Lei das Terceirizações - pela maioria dos deputados federais, ocorreu nesta semana.

 

Para o empresário Ivan Tauffer, presidente da FCDL/SC, a característica da economia catarinense é ser formada majoritariamente por pequenos negócios, que possuem margens justas para formarem quadro de colaboradores e arcarem com a tributação decorrente destas contratações. Ele considera que "principalmente os micro e pequenos empreendedores serão beneficiados, pois poderão ampliar a estrutura de seus negócios ao utilizar o instrumento proposto pela lei das terceirizações".

 

De acordo com o Departamento Intersindical de Estudos Sócioeconômicos (Dieese), há 13 milhões de terceirizados no país, número que deve ser ampliado a partir desta proposta. O texto ainda será apreciado pelo Senado e só depois seguirá para sanção presidencial.

 

Palavra.com

 
Publicado por Cris Menegon Qua, 15 de Março de 2017 09:02

Hoje 15 de março, é celebrado o Dia Internacional do Consumidor. hoje  será marcada por ações de orientação e esclarecimentos à população consumidora de produtos e serviços. O Programa de Defesa do Consumidor (Procon) de Lages preparou uma programação especial para este dia. Dot [...]

Hoje 15 de março, é celebrado o Dia Internacional do Consumidor. hoje  será marcada por ações de orientação e esclarecimentos à população consumidora de produtos e serviços. O Programa de Defesa do Consumidor (Procon) de Lages preparou uma programação especial para este dia. Dotada de um trabalho de orientação ao consumidor sobre seus direitos básicos, procedimentos e de caráter geral, das 8h ao meio-dia, no Calçadão da Praça João Costa, Centro, desenvolvido pelos profissionais - atendentes e advogados - da unidade lageana do órgão. Serão distribuídos materiais impressos com didática e linguagem acessível ao público.

 

No período vespertino, a partir das 13h, o atendimento acontecerá normalmente na sede do Procon, localizada na rua Martinho Nerbass, 29, Centro, próximo ao Terminal Urbano. Para o final da tarde está agendado o lançamento do aplicativo iProcon, das 18h às 19h. A ferramenta digital, desenvolvida pelo servidor municipal Greik Pacheco, em que qualquer consumidor poderá fazer download gratuito da Internet direto no próprio aparelho de celular smartphone. Não houve custo para o desenvolvimento do instrumento, trâmite ocorrido em uma semana.

 

As vantagens

 

Será permitido realizar consultas, acessar pesquisas de produtos da cesta básica, legislação municipal, Código de Defesa do Consumidor, cadastro online de reclamações (haverá funcionário designado para este atendimento digital através da pergunta do cidadão aparente na tela do computador), acompanhamento do processo administrativo e dicas. Para evitar eventuais trotes e atendimentos desnecessários será fundamental efetuar um cadastro simples a partir do número de CPF ou login de Facebook. "Tudo através de simples toques ao celular, numa ideia inovadora. Natural e normalmente, espera-se que as primeiras consultas sejam no âmbito de sanar dúvidas. Iremos acompanhar o funcionamento e a evolução do aplicativo e na sequência veremos a possibilidade de se receber queixas, pois isto demanda que o consumidor apresente documentos físicos. Por exemplo, se for um problema com cartão de crédito é preciso mostrar as faturas e relatar as devias explicações para haver contato com a operadora", resume Júlio Borba, enfatizando que o formato do protótipo poderá sofrer alterações e ser expandido. Já existe sugestão para que o aplicativo seja linkado ao cartório para se informar o andamento do processo. Para o evento estão convidados o prefeito Antonio Ceron; o vice Juliano, secretários e imprensa.

 

Dia de comemorar

 

O Executivo do Programa de Defesa do Consumidor Procon, Júlio Borba, reitera ser o consumidor visto atualmente como uma figura bastante importante no contexto da sociedade, um senhor de direitos. "O Código de Defesa do Consumidor é a Lei maior, estabelecedora de todos os direitos do consumidor e uma série de legislações paralelas, tanto federais, quanto estaduais e municipais".

Mensalmente, o Procon presta uma média de 500 atendimentos, com variáveis de tempo entre 20 minutos e até duas horas, como é o caso das situações de telefonia, em que há demora quanto à abertura dos protocolos junto ás operadoras. O volume é significativo. Do número absoluto de atendimentos, 93% são resolvidos com uma ligação telefônica. Os 7% restantes não exitosos de imediato tornam-se processos administrativos. E destes há uma resolução de 60%. O pouco restante é levado á instância judicial.

O Procon surgiu em Lages há 25 anos. "Embora um órgão considerado jovem, o Procon exerce uma atribuição ímpar e estrutura relativamente enxuta. São 16 funcionários que prestam um grande serviço à comunidade", conclui o Executivo Júlio Borba. O Código de Defesa do Consumidor existe no Brasil desde 1990.

 
Publicado por Cris Menegon Sex, 10 de Março de 2017 09:27

A liberação do FGTS de contas inativas, a partir desta sexta-feira (10), deve ter impacto imediato e prolongado na economia de Santa Catarina, conforme a avaliação da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL/SC), que orienta os trabalhadores a destinar o recurso para o pagamento [...]

A liberação do FGTS de contas inativas, a partir desta sexta-feira (10), deve ter impacto imediato e prolongado na economia de Santa Catarina, conforme a avaliação da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL/SC), que orienta os trabalhadores a destinar o recurso para o pagamento de dívidas. "Ao quitar seus débitos as pessoas recuperam o crédito e o poder de compra. Além disso, voltam a ter capacidade de negociação", considera Ivan Tauffer, presidente da entidade.

 

De acordo com a Caixa Econômica Federal cerca de 500 mil catarinenses têm direito a sacar os recursos que, somados, chegam a R$ 2,2 bilhões. Como o calendário de pagamento segue até 31 de julho, conforme a data de nascimento do titular da conta, a avaliação do varejo é que o efeito seja igualmente extenso.

 

"É um valor significativo que, diante da situação econômica, ajudará muito. Cerca de 94% daqueles que têm direito possuem até R$ 3,5 mil na conta, um grupo de catarinenses que terá a possibilidade de voltar a consumir, já que deixam de ter restrição em cadastros de inadimplência", completa Raul Weiss, vice-presidente para Assuntos Públicos e Políticos da FCDL/SC.

 

Ainda segundo a Caixa, contas inativas com saldo de até R$ 3 mil poderão ser sacadas em lotéricas e correspondentes da instituição financeira, além das próprias agências bancárias. Correntistas poderão optar por receber o crédito na conta corrente. Mais detalhes podem ser obtidos no site caixa.gov.br/contasinativas ou pelo 0800-726-2017.

Palavra.com

 
Publicado por Cris Menegon Qua, 08 de Março de 2017 08:54

Em comunicado à imprensa distribuído na manhã desta quarta-feira (8), a Cooperativa Central Aurora Alimentos – terceiro grupo agroindustrial de carnes do País – anunciou que assumiu definitivamente as unidades frigoríficas da Cooperativa Tritícola Erechim (Cotrel), instaladas em Erechim [...]

Em comunicado à imprensa distribuído na manhã desta quarta-feira (8), a Cooperativa Central Aurora Alimentos – terceiro grupo agroindustrial de carnes do País – anunciou que assumiu definitivamente as unidades frigoríficas da Cooperativa Tritícola Erechim (Cotrel), instaladas em Erechim (RS). A operação teve a anuência da Fazenda Nacional e a aprovação do Juízo da Vara de Falências da Comarca de Erechim.


O presidente Mário Lanznaster assinalou que, apesar das incertezas da conjuntura econômica, "a Aurora adotou firme e corajosamente essa decisão em razão de seu compromisso de evitar o desemprego, proteger os produtores rurais cooperados integrados, manter a sua base produtiva e sua receita operacional bruta, além de atender ao apelo da comunidade regional envolvente."


As duas plantas adquiridas pela Aurora – um frigorífico de aves e um frigorífico de suínos – são objeto de parcerias desde 2005. De setembro de 2005 a agosto de 2007, Aurora e Cotrel assinaram contrato de prestação de serviços através do qual a cooperativa gaúcha abateu e industrializou aves e suínos em nome da Aurora. Incluiu-se nessa prestação de serviços a fabricação de rações e a incubação de ovos.


A partir de setembro de 2007 até hoje, a operação passou a ser de arrendamento. Além de alugar todas as plantas e instalações industriais, administrativas e de apoio, a Aurora assumiu diretamente a força de trabalho que, na época, era de 1.992 empregados. A Aurora também decidiu comprar as marcas Nobre, Nobreza, Da Fazenda e Capone que eram de domínio da Cotrel.


Atualmente, a unidade de abate e processamento de frangos tem capacidade para 26,7 milhões de cabeças ao ano e mantém 1.345 trabalhadores diretos. A unidade de suínos tem capacidade para 418 mil cabeças ao ano com 1.151 empregos diretos.


As duas plantas respondem por 7,8% da receita operacional bruta do conglomerado Aurora. Juntas, sustentam 2.496 empregos diretos que representam R$ 52,3 milhões em salários e R$ 11,6 milhões em encargos sociais. A geração de ICMS das duas unidades é de R$ 41,6 milhões ao ano.
O valor da aquisição – R$ 108 milhões de reais a serem pagos em cinco anos – serão obtidos de recursos próprios e, parte, de financiamento junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).
MARCOS A. BEDIN

 
Início
Anterior
1
Página 1 de 81

Vídeo em Destaque

Programa Papo De Mulher: Escolha das Soberanas da Festa do Pinhão 2017
Publicidade

fabianamassas

aguasdepalmas

 

 

garden

 

 

 unifacvestmarco

  

 

camara2015ok

 

 

 

 

anucio1

TELALAGES

caes1

papo mulher